quarta-feira, 31 de julho de 2013

O medo de acabar sozinho!


O tempo passa depressa, acelerando de um modo em que não se consegue acompanhar. Já não se é mais tão jovem como se foi um dia, tanta coisa já está mudada, está tudo tão diferente. Muitos amigos já seguiram suas vidas, se casaram, formaram famílias; alguns tem filhos já grandes. As crianças de ontem, se tornaram adolescentes, algumas até viraram adultas. Chega uma hora em que todo mundo quer um sapato velho, para um pé descalço, e a verdade é que um medo é inevitável em todos nós: O medo de acabar sozinho!

Para entender este sentimento, precisamos compreender primeiro a representação que a sociedade em geral dá, para a formação de uma família. A grande maioria das pessoas acredita que só existe realização pessoal se um sujeito consegue um par para dividir sua vida, e tiver filhos; se a pessoa consegue alcançar isso, acredita-se que houve prosperidade na vida pessoal e afetiva. Aquele que não segue, seja lá por qual razão, essa ideia de criar uma família, é visto como um sujeito infeliz.

Mas será que todo mundo que tem família e companhia, é realmente feliz? Será que todos que formam uma família, queriam realmente se casar, e seguir o rumo tradicional? E quem vive sozinho, é infeliz?

Vejo, no dia a dia, tanta gente que se desespera com esse medo de ficar sozinho, cometendo tantos erros, fazendo tanta bobagem. Alguns parecem acreditar que, o mundo para os solitários, irá acabar a qualquer momento, e restam poucas horas para arrumar uma companhia, senão será condenado a solidão eterna e a tristeza! Acabam esquecendo do ditado que diz: "Antes só, do que mal acompanhado", ou mesmo que "A pressa é inimiga da perfeição".

Depois de um tempo, você irá ver várias pessoas há muito tempo casadas, dizendo para os solteiros, que aproveitem suas vidas, pois é a melhor fase da vida, pois não existiam tantas responsabilidades, tantos problemas para serem resolvidos. O que quero dizer é que a felicidade está em você, e não onde a sociedade presume que está. Se você conquistar uma companhia agradável, que te faça feliz, vale a pena casar e seguir adiante; se você tem medo de ficar sozinho, e se junta com a primeira pessoa que te aparecer, corre sério risco de ser infeliz.

Faça tudo no seu tempo, quando for seu momento, esqueça as pressões, quem tem que viver a sua vida, é você! Não os outros...e o que tiver que ser seu, está guardado!


1 comentários:

Eliete Batista disse...

Amei a reflexão,era tudo que queria ouvir obrigada!

Postar um comentário